10 de maio de 2016

Resenha: Depravado - Jaimie Roberts

Título: Depravado
Autora: Jaimie Roberts
Editora: Bezz
Páginas: 300


A maioria dos contos de fadas termina com um “felizes para sempre”. Este não é um conto de fadas. Ele não é um príncipe encantado que vai levá-la em direção ao pôr do sol. Esta é uma história sobre traição, luxúria, desejo e, em última análise, vingança… E a vingança só pode conduzir a uma coisa. Tyler - Ele era um estranho, meu visitante, a sombra no canto do quarto. Ele me perseguia, me observava, sabia tudo sobre mim. Mas tudo que eu podia fazer era sentar e esperar. Esperei que ele me visitasse, noite após noite. Ele estava se tornando o meu vício, meu desejo, minha obsessão. Ele conhecia cada centímetro do meu corpo, mas eu não sabia nada sobre ele. Ele se autodenomina Lótus e, tão maluco quanto possa parecer, acho que estou me apaixonando. Dean - Eu queria pegá-la, possuí-la, dominá-la e arruiná-la. Eu queria violentá-la, agradá-la e consumi-la até que eu não pudesse sugar mais nada dela. Ela vai querer que eu a beije. Que a segure durante toda a noite para que ela tenha uma conexão comigo. Eu gostaria de fazer isso, quando ela me procurasse na escuridão. Ser aquele que satisfaz sua maior fantasia. Um estranho que foge para o quarto dela. Alguém que lhe dá o máximo prazer, mas também busca o seu maior sofrimento. A dor que ela nunca teve que suportar. A dor que irá corroê-la até que não haverá mais nada. Ela era a minha inimiga, eu era o seu lótus. E a vingança é uma merda.
 
Oi pessoas, tudo certo?
Bom, por aqui tudo bem.
Estou ficando corajosa no quesito leitura, meu primeiro romance dark (ai que medo rsrs), não foi tão assustador quanto imaginava, porém foi sombrio.  É a primeira vez que leio algo da Jaimie Roberts, confesso que gostei, eu fugi um pouco dos romances trágicos ou felizes para sempre.

O livro é cheio de surpresas, nem tudo o que parece é, mas um coração não se engana ele sabe quando é o seu amor que está por perto. Será?

Tyler trabalhava em uma redação, era independente, tinha um amor de infância Dean que simplesmente sumiu de sua vida, seus amigos Ian e Louisa sempre a colocavam pra cima e tinha o "seu estranho" que a visitava já fazia um tempo, sempre organizando sua coisas, arrumando seu carro, apesar de estar sendo vigiada ela não tinha medo dele, o fato de nunca ter visto ele já não assustava mais. A única coisa que irritava era o papel higiênico do banheiro rsrrs. 
"Você gosta de cookies?" - Na manhã seguinte, deixei esse bilhete, com um prato com três cookies para ele. Quando cheguei em casa, os biscoitos tinham sido comidos, o prato estava lavado e guardado no lugar, e havia um bilhete dele. - "Sim, obrigado."
Em função do trabalho Tyler conhece um adolescente, Jeremy um garoto de dezesseis anos que mudaria sua vida, seria como o irmão que ela não teve, ir visitá-lo após o trabalho havia se tornado uma rotina. Tyler sonhava com Dean, mas ele era seu passado, ela tinha o trabalho, Ian e Louisa, agora Jeremy e claro o seu estranho, tudo ia bem até conhecer Lotus. Quem era aquele que aparecia sempre na calada da noite?
“Ela vai querer que eu a beije. Que a segure durante toda a noite para que ela tenha uma conexão comigo. Vou gostar de fazer isso quando ela me procurar na escuridão. Ser aquele que satisfaz sua maior fantasia. Um estranho que foge para o quarto dela. Alguém que lhe dá o máximo prazer, mas também busca o seu maior sofrimento. A dor que ela teve que suportar. A dor que irá corroê-la até que não haverá mais nada. Ela era a minha inimiga, eu era o seu lótus. E a vingança é uma merda.”
Lotus não queria apenas lhe dar prazer, ele planejava vingança, faze-la sofrer, destruí-la, sua dor se transformará em ódio. 
"Se nos picarem, não sangramos? Se nos fizerem cócegas, não rimos? Se nos envenenarem, não morremos? E, se nos ultrajarem, não nos vingaremos?" - Willian Shakespeare.

Bom, o livro descreve várias partes do amor infanto-juvenil entre Tyler e Dean (para mim as descrições da autora está mais para amor adolescentes/adulto). Os fetiches de Tyler são revelados no inicio da trama, e claro que entre quatro paredes existe muito new adult (com tapas, mordidas e marcas). Além das traições, da vingança, das noites quentes, temos assassinatos, dor, acidentes e enterros. Todos os enterrados estavam mortos? Só lendo para saber rsrsrs.

O fato de ser curiosa me levou ao final do livro, esperava que ele fosse um pouco mais dark. Estou lendo o segundo volume Redenção (já!?) e para ser sincera foi ele que despertou minha curiosidade pela leitura quando li sua sinopse, comecei Depravado - volume um - para acompanhar o enredo desde o inicio, não me arrependo teria perdido muita coisa começando por Redenção. 
Fico por aqui, até breve. Um cheiro!




CLASSIFICAÇÃO DNA

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Oi, Érica! Tudo bem?

    Bacana sua resenha! ;)
    Não conhecia o livro, mas pelo que relatou em sua resenha 'dark', deve ser um bom livro! Valeu pela dica!

    Beijos!
    Danny
    Tenho uma grande novidade! Confira no Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Danny, tudo bem?
      Obrigada, pela visita. Realmente esperava um 'dark' maior rsrsrs.
      Me deixou curiosa, com certeza irei conferir.
      Bj

      Excluir

Olá Chuchu's *-*
Nós do DNA agradecemos sua visita, saiba que sua presença é muito importante e seu comentário deixa três aspirantes a blogueira feliz :D
Então comente, opine, critique e sinta-se em casa, pois tudo aqui é feito com muito amor para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize a aba: Contato.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  
 
© Dna Bookz - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Maidy. Modificado por: Edna Rodrigues.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo