11 de fevereiro de 2017

Resenha: Minha Rendição - #2 Série Segredos - Cinthia Freire

Título: Minha Rendição 
Autora: Cinthia Freire
Páginas: 400
Editora: Independente




Segredos são como fantasmas, nos assombrando e nos fazendo crer que são reais. Todos têm os seus fantasmas .Poliana tem os seus e há seis meses ela tenta se convencer que ainda é capaz de viver, mesmo que seu coração diga a ela que não há mais esperanças .Vinicius é um renomado cardiologista que vê no trabalho voluntario uma forma de se redimir dos seus pecados.Uma mulher marcada pela dor, um homem que carrega em seu coração a culpa por seus atos. Duas almas feridas encontrando nos braços um do outro uma nova chance para serem felizes.Um livro sobre culpa, perdão, rendição e a descoberta sobre o verdadeiro amor
Resultado de imagem para separador de páginas
Oi gente!
Parceria chegando por aqui, lançamento de Minha Rendição - #2 da série Segredos da autora Cinthia Freire. Vou deixar o link de Meu Erro #1 no final, Ok!

"... o sol vai nascer. Se ele vai aparecer não é o mais importante porque, no final das contas, precisamos dos dias cinzas, pois são eles que tornam os ensolarados tão especiais."
O livro já chamou minha atenção pela capa, dá para ver que ele carrega a culpa e que não se perdoa. Cometeu um erro e tem a certeza que não merece o perdão, ombros pesados, caídos, a dor.

Vinicius errou, apesar de seus familiares e amigos já terem lhe perdoado, ele não consegue se perdoar e vive com o "se", tem pesadelos, vive ocupado com o trabalho, não tem tempo para namorar ou sair com amigos e agora está focado no projeto social Laura Smith, nome em homagem a mãe de Gabriel.

Poliana, cresceu no orfanato, criada pela madre, trabalha como garçonete em um restaurante no bairro da periferia, tem poucos amigos Marina e José, carrega um segredo, vem vivendo um dia de cada vez, é explorada pelo seu chefe Milton, que a deixa responsável pelo restaurante enquanto dá suas "escapadas" com outras mulheres, ela não gosta de fazer parte disso, porém precisa do trabalho.

O livro mexeu comigo, ele trata sobre situações reais, drogas, violência doméstica, medo, a vingança, o perdão, o amor, ajudar o próximo, fazer um pouco mais para aqueles que precisam e além de mostrar que sempre devemos ter esperança de uma vida melhor. Posso me tornar amiga dos personagens? rsrsrs 
Minha Rendição traz a realidade de muitas pessoas, pessoas de verdade fora do mundo da ficção.
"Não são nossos erros quem nos define, mas a maneira como agimos a partir deles. Quem nos tornamos, o quanto ele nos marca."

Eu pensei em quantas Polianas temos no Brasil e no mundo. Quantos Vinicius não conseguem se perdoar por um erro que se cometeu. Quantos Márcios vulgo "Alemão". 

Um homem armado querendo tirar satisfação com aquele que estava saindo com sua esposa, uma pessoa inocente é baleada, um médico está na hora e no local certo iniciar os primeiros socorros. É assim que Vinicius percebe que precisa de Poliana, é quase na perda que seus sentimentos se transbordam, é no desespero que ele percebe que está apaixonado.

"O que faz uma pessoa não são suas perdas e dores, mas como essas coisas te definem, o que precisamos aprender é como lidar com essas coisas, como torná-las algo positivo, como usá-las a nosso favor e não contra nós."

Outro fator que, chamou minha atenção foi a escritora mencionar o jogo do contente, do livro Pollyanna de Eleanor H. Porter (tem resenha dele, vou deixar o link também), esse livro é maravilhoso todo mundo deveria ler um dia. O livro é a herança que a mãe de Poliana deixa para ela, ela sem saber o carrega como um tesouro.
"Fé é acreditar naquilo que não se pode ver."
Também temos a decisão de Gabriel no final do livro, que foi emocionante. Carol e Gabriel personagens do livro Meu Erro #1 da Série Segredos, são muito presentes na vida de Vinicius e depois de Poliana, pois Gabriel e Poliana se envolveram com o Alemão no passado e ele voltou pior que antes.
"...aprendi da maneira mais difícil que não existe felizes para sempre, aprendi que isso se constrói todos os dias, e que ser feliz é um acaso."
É isso gente, espero que tenham gostado. Eu realmente gostei muito desse livro. Você sabia que a cada sete minutos uma mulher é agredida no Brasil e que em 67% dos casos, a violência é cometida por homens com quem a mulher tem ou já teve algum vínculo afetivo. (achei muito esclarecedor a Cinthia ter incluindo esses dados na Nota da Autora nas páginas finais. Parabéns, além de nos proporcionar horas agradáveis com esse enredo excelente, também nos traz a realidade das mulheres do nosso Brasil)

    
CLASSIFICAÇÃO DNA



10 de fevereiro de 2017

Eu vi: Cinquenta tons mais escuros


Então vamos lá!
Eu vi Cinquenta tons mais escuros, pontos que valem a pena serem ressaltados cinema lotado, ingressos esgotados, a galera gritou, bateu palma, assoviou e pediu bis no final. Eita lere! Quanta saúde Sr Jamie Dornan, sem contar o olhar 43.


Se no Cinquenta tons cinza, reclamaram que teve poucas cenas picantes, acho que esse atendeu os pedidos. 

Vou falar das cenas que senti falta primeiro, Ok?! A cena de exposição de fotos do José faltou o finalzinho, da cena do sorvete de baunilha (gente alguém mais? Eu queria ver essa cena rsrsrs), a disputa no leilão entre Grey e Dr Flynn para dançar a falsa, o jogo de sinuca, o ciúme do Grey quando Ana brinca que ela era a Sra Taylor na noite anterior, da casa que eles visitam (no livro que será a casa, no filme ela passa de longe). Também senti falta do Dr Flynn, do irmão da Kate, dos pais da Ana e quando Kate descobre sobre o contrato. E eu realmente acho que podiam ter dado um pouco mais de ênfase na Leila e na Sra Robinson. 

Achei o desaparecimento do Christian bem curto e a forma como a mãe dele Sra Grace descobre seu passado, eu esperava mais. As cenas quentes achei bem resumidas. O elevador não me desapontou. E não teve a deusa interior (obrigada produção), essa deusa é muito chata.

Cinquenta tons mais escuros foi mais quente (cheio de nude, porém menos quente que no livro rsrsrs) e mostrou um Grey com mais sentimentos, mais descontraído, com mais vida. 

Dá para suspirar, rir, levar uns sustinhos e se divertir bastante (tinha uma pessoa do meu lado esquerdo, que eu não conheço, que pedia um Grey de presente, ela não parava quieta na poltrona; eu realmente me diverti muito e detonei uma barra de chocolate - rsrsrs). A trilha sonora já está no celular (uso o aplicativo Spotify).

Em resumo valeu a pena e eu gostei mais desse do que o primeiro.  
Sem contar que ouvir a reação das pessoas na sala durante o filme e ver eles comentando sobre a continuação na saída foi muito legal. E a vontade de dizer para eles "leiam o livro" foi maior ainda.  Só não foi melhor porque assisti dublado, sou daquelas que gosta do som original, a voz real dos atores #pormaisfilmeslegendados.
Que venha fevereiro de 2018! Só nos resta esperar.
Vou deixar o trailer para vocês. Até a próxima! Kiss!
PS: eu não gravei nenhuma ceninha no celular sniff, sniff.



6 de fevereiro de 2017

Resenha: A melhor jogada do amor - Ruth Arnaldo

Título: A melhor jogada do amor #2
Autora: Ruth Arnaldo
Editora: Amazon
Páginas: 244

Isadora e Sebastian tiveram um último ano muito cheio. Conheceram a paixão e foram arrebatados por ela. Contra tudo que poderia separá-los, eles se mantiveram juntos. E agora são dois felizes noivos, mas isso não significa que o destino deu uma folga para este casal... Sebastian agora é um jovem atacante na elite do futebol nacional e, junto com este belo sonho, também vem o desafio de um relacionamento à distância, a presença de belas mulheres em torno dele e a preocupação com a segurança de Isadora, que insiste em ficar em Monte Belo. Isadora, por sua vez, tem de volta a sua vida uma avó, que ela não conhecia, e um velho algoz do passado que insiste em persegui-la. Será o amor que os uniu o bastante para suportar os desafios que estão chegando? Te convido a embarcar mais uma vez nesta eletrizante história, que está recheada de muitas aventuras, momentos sensuais e muito romantismo. Eles estão de volta e esperando por você!
 Resultado de imagem para separador de páginas
Oi pessoal, tudo bem?

Para matar a saudade do casal fofura e cheio de fortes emoções Isadora e Sebastian, vamos de A melhor jogada do amor #2, sequência do Uma jogada do amor #1 da querida e já entrevistada aqui no blog Ruth Arnaldo. Vou deixar o link da resenha e da entrevista no final para quem não leu e quem quiser recapitular vale a pena.
O amor tinha feito sua jogada sobre nós um dia... E, com certeza, essa foi sua melhor jogada.
Posso começar com a última frase fofura do livro produção? Essa frase diz muito sobre os dois livros.

Isadora e Sebastian enfrentaram muita coisa juntos em Uma jogada do amor, mas isso só fortaleceu o amor que sentiam um pelo outro.
Com uma escrita descontraída e fácil interpretação, Isadora e Sebatian me prederam novamente, a leitura fluiu. Agora com novas emoções, ele fora convidado a jogar em um time do Rio de Janeiro, ela optou por ficar e terminar seu curso. Depois de uns dias de férias maravilhosos juntamente com seus amigos Meg, Vitor, Rose e Jack, eles teriam que se separar. Estaria o amor deles fortalecido para essa distância?

Isadora conseguiria se manter calma e confiante sabendo que seu amor seria assediado por outras meninas. Logo no primeiro jogo de Sebastian, Dora e Meg percebem que a jogada será bem desafiadora, pois a marcação em cima de seu jogador era serrada. Ainda bem que sua melhor amiga foi junto, podendo lhe dar muitas dicas para não cair nesses joguinhos baratos e se manter confiante e linda. Sebastian por outro lado, só dia olhos, amor e todo resto para Isadora, ele acreditava no amor e não permitiria que Isadora se sentisse ameaçada por outra pessoa, isso não era uma disputa. Ele amava sua noiva mais que tudo.

"Duvida da luz dos astros, de que o sol tenha calor, duvida até da verdade, mas confia em meu amor." Willian Shakespeare
 É isso, fico por aqui. Os links abaixo, vale a pena conferir. Kiss! Até breve.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  
 
© Dna Bookz - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Maidy. Modificado por: Edna Rodrigues.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo