22 de junho de 2015

Resenha: Por Lugares Incríveis - Jennifer Niven

Título: Por Lugares Incríveis
Autor: Jennifer Niven
Editora: Seguinte
Páginas: 336

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, a garota se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.


Ai gente, chegou o momento que eu tanto adiei.. motivos? falar sobre: Por lugares incríveis ainda faz meus olhos lacrimejar e eu não sei como escrever uma resenha que transpareça toda a grandiosidade e intensidade desse livro. Então peço perdão mas essa não será uma resenha como as que costumo fazer, é diferente pois o livro é diferente.
"Será que hoje é um bom dia para morrer?"
Theodore Finch acorda todos os dias e se pergunta: Hoje é um bom dia para morrer? nada convencional né? mas Finch não tem nada de convencional. Conhecido na escola como Theodore "Aberração" ele não consegue se adaptar aos esteriótipos padronizado pela sociedade e com isso sofre bullying dos colegas. O que ninguém se dar ao trabalho de notar é que Finch é mais do que deixa transparecer, sofre longos períodos de depressão e todas as suas atitudes e aventuras é a maneira que encontrou de "ficar acordado" vivo. Theo também tem um hábito um pouco peculiar, ele gosta de pesquisar sobre suicídio.
Imagino Violet em casa, do outro lado do computador, a boca perfeita esboçando um leve sorriso para a tela, apesar de tudo. Violet sorrindo. De olho no computador, pego a guitarra, começo a inventar palavras, a melodia logo em seguida. Ainda estou aqui, e sou grato por isso, porque senão perderia este momento. Às vezes é bom estar desperto.
Violet Markey era uma garota normal, com uma vida normal, sonhos e planos condizente com sua idade. Tudo muda quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro, deixando-a como única sobrevivente.. Violet desistiu da vida, não ver mais sentido no que antes importava tanto, seus sonhos e planos já não se encaixam mais e a única coisa que restou foi contar os dias..
Estrelas no céu, estrelas no chão. Não sei dizer onde o céu termina e a terra começa. Sinto a necessidade de dizer algo grande e poético, mas a única coisa em que consigo pensar é:- É adorável.Ele diz:- "Adorável" é uma palavra adorável que deveria ser usada mais vezes.
O que uni essas duas pessoas completamente diferentes? O alto da torre da escola! Ambos estavam lá com pensamentos a cerca do suicídio. Um acaba ajudando o outro e o pior não aconteceu, mas Finch desenvolveu uma certa curiosidade sobre o que motivou Violet a estar ali, prestes a se jogar, ele queria conhece-la e encontrou a oportunidade num projeto escolar de dupla, onde teriam que conhecer lugares incríveis do estado. E assim os dois embarcaram numa viagem de autoconhecimento, cativante e dolorosa, em todos os sentidos.
- Você merece coisa melhor. (…) Nunca vou machucá-la, não como quero machucar Roamer, mas não posso prometer que não vou desmanchá-la, pedacinho por pedacinho, até você ficar em mil caquinhos, como eu. Você tem que saber no que está se metendo antes de se envolver.– Se você não percebeu, já me envolvi, Finch. E, caso não tenha notado, também estou despedaçada.
Confesso que não esperava tanto dessa estória, a capa bonita me enganou direitinho, achei que fosse mais um livro fofinho que ia ler, gostar, mas depois de um tempo ia passar completamente despercebido. E com muita felicidade no coração digo que estava enganada, esse não é um livro para ser esquecido, é um livro para ser recomendado a plenos pulmões do alto da torre mais alta para que todos possam ouvir e se aventurar nas emoções de finch e na jornada de conhecimento sobre viver a vida de Violet.
Finch é sem dúvida o destaque dessa estória (apesar de Violet também ter brilhado) ele ensinou Violet a viver a vida e não apena sobreviver, ele ME ensinou grandes coisas, e o levarei sempre e sempre no coração.
Quando Jennifer Niven escreveu em seus agradecimentos que queria escrever algo provocativo, contemporâneo, duro, difícil, triste mas divertido, creio que estava ciente das milhões de lágrimas que seu livro iria aparar.. 
Não preciso me preocupar com o fato de Finch e eu não termos filmado nossas andanças. Tudo bem não termos recolhido lembranças nem tido tempo de organizar tudo de um jeito que fizesse sentido pra outra pessoa.O que percebo agora é que o que importa não é o que a gente leva, mas o que a gente deixa. 
 Classificação DNA


Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Esse livro com certeza não passa despercebido por ninguém! eu achei que seria totalmente diferente do que já ouvi falar dele, por isso não comprei ainda. Medo do que me espera... estou num clima mais histórias bonitinhas, sabe? Por isso meu medo ahskjahskjs beijão
    whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renata, tudo bem?
      Realmente esse livro é forte, recomendo demais a leitura mas tem que estar preparada para a carga emocional.. apesar de achar também que cada pessoa vai ser tocada de maneira diferente dependendo de suas próprias experiências.
      Beijos florzinha *-*

      Excluir
  2. Olá, quero muito ler esse livro <3 Ótima resenha! Já está na minha lista.
    Beijos
    Aly

    www.meusdespropositos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alyne, leia flor, é maravilhoso. :D quando ler venha contar pra gente o que achou ta?
      beijos

      Excluir
  3. Oi, Edna! Tudo bem?

    Amiga, acredita que este livro não me deixou tãoooo apaixonado... esperei mais... porém gostei um pouquinho! ;)

    Beijokas!
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dani,
      Sério? eu sou meia fechada para alguns temas, e mesmo assim me emocionou, fiquei tocada pelo o livro.
      Que pena que não gostou tanto do livro.
      Beijos

      Excluir

Olá Chuchu's *-*
Nós do DNA agradecemos sua visita, saiba que sua presença é muito importante e seu comentário deixa três aspirantes a blogueira feliz :D
Então comente, opine, critique e sinta-se em casa, pois tudo aqui é feito com muito amor para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize a aba: Contato.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  
 
© Dna Bookz - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Maidy. Modificado por: Edna Rodrigues.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo