20 de junho de 2015

Resenha Dupla: 50 Tons de Cinza e 50 Tons mais Escuros

Títulos: Cinquenta tons de cinza e Cinquenta tons mais escuros
Páginas: 547 / 512
Autora: E. L. James
Editora: Intrinseca
Gênero: Romântico Erótico/New Adult

Quando Anastásia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos. Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos... (Cinquenta tons de Cinza)

Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida. (Cinquenta tons mais escuros)

É a primeira vez que faço uma resenha dupla e o escolhido para a primeira vez foi o Sr. Grey (risos). O tão polêmico Cinquenta Tons de Cinza e Cinquenta Tons mais Escuros também estão aqui no Dna.  E vem novidade por ai, a autora E. L. James irá lançar o Grey – Fifty Shades Of Grey As Told By Christian, pois é quem diria agora vamos ver a estória através do Sr. Cinquenta tons.  Confesso que não li Cinquenta Tons de Liberdade ainda, mais já estou ansiosa por este novo lançamento.

Você deve estar se perguntando como eu não terminei a trilogia?, tenho uma explicação, li Cinquenta Tons de Cinza no inicio de 2013, ele estava no auge toda aquela mídia em cima, devorei o livro, mais não senti vontade de ler a continuação e só vim ler em novembro de 2014, porque o filme (volume I) seria lançado em fevereiro de 2015, depois que li Cinquenta Tons mais Escuros, também não senti vontade de ler o Cinquenta Tons de Liberdade. Achei cansativo, um por ano já tá bom.

Anastácia é uma menina simples, tímida, não tem 1,80 de altura e nem cabelos louros esvoaçantes. 
Christian Grey um autoritário, milionário, onde todos e todas fazem o que ele quer. Porque ele se interessaria por ela? O que ela tem? (não me venha com essa de Deusa interior, ok?)

Sentiu porque gostei do livro, eu queria saber o que ele viu nela, o que as outras não tinham. Ela por sua vez, se perguntava a mesma coisa que eu. Então vem o amor, ela se apaixona por ele, quer um relacionamento sério, quer ensinar ao Sr Grey que nem tudo é do jeito que ele quer, que existe “amor” e não só “sexo”. Que se pode dormir juntinho depois de algumas horas de …. bem cama, que não existe nada de errado em demonstrar carinho e afeto.

Ana tenta mostrar a ele o outro lado, mais também quer aprender mais sobre o mundo que o Sr. Grey vive, seus segredos, seu vicio, sua posse, porque a trata como se fosse um objeto. Seu primeiro homem tinha quer ser tão complicado.

Não quero ninguém a não ser você. Ainda não entendeu isso?
Já Christian se interessa, pela timidez e desobediência de Ana, o fato de não ser totalmente submissa, o fato de ensina-la tudo, o fato de que ela quer conhecer seu mundo, porque ela precisa toca-lo e ela não abaixa a cabeça pra tudo o que ele deseja.  Faz amizade com sua irmã, não abre mão do trabalho, não deixa de falar com seus amigos, cozinha, gosta de sobremesa… (sorvete de preferência, por quê? não vou contar terá que ler – risos)

“— Ótimo. Onde está o sorvete?— No forno. — Eu sorrio docemente para ele.
Ele derruba sua cabeça para um lado, suspira, e balança a cabeça para
mim. — O sarcasmo é a forma mais baixa de humor, Srta. Steele. — Seus olhos
brilham.” 

“Eu gosto de controle, Ana, e perto de você ele … - Ele destaca, seu olhar intensivo - Evapora …”

Os dois precisam um do outro, descobrem que mesmo com as diferenças estão ligados desde aquela entrevista. Ambos são ciumentos, ele não mede esforços para mostrar que a deseja, mais tem medo de machuca-la e perde-la. Ela por sua vez não entende seus segredos, brinquedos, pesadelos, porque alguém tinha que ensinar Christian a ser assim. 

“- Como se sentiria se você não pudesse me tocar?- Devastado e Privado.”

Ele precisava de compreensão e alguém que o ajudasse a esquecer seu passado. Anastácia está disposta a mostrar a ele que não existe essa  “punição” que ele conhece quando há amor.

"Você disse que nunca iria me deixar, mas foi só as coisas ficarem difíceis para que fosse embora."

“-Não me deixe.-Pelo Amor de Deus…Não!-Mesmo?-O que eu preciso fazer para você entender que não vou fugir? O que você quer que eu diga?-Tem uma coisa que pode fazer…-O que?-Casar-se comigo.”
Já tem post do filme no blog para vocês curtirem mais um pouquinho Aqui, depois de relembrar Grey e Ana quero ver o final, vou ler Cinquenta tons de liberdade já estamos em 2015 e em breve resenha para vocês. 
Ah, sim o que eu achei do filme? Gostei tanto do livro quanto da adaptação, não senti falta da Deusa interior no filme. Achei o livro cansativo (muita pegação, enjoa rsrsrs) e o filme é bem resumido.  E a melhor cena na minha opinião foi a do elevador (isso é segredo).
Fico por aqui, até breve. Abraço! P.S. Não esqueça de comentar.


Classificação DNA

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Oi, tudo joia?
    Adorei sua resenha dupla. Hoje comentei sobre 50 tons rs',
    Então, eu não curto muito o gênero, então acabei nem lendo a trilogia, vejo muitas críticas sobre as obras, muitas positivas e muitas negativas, mas não é por isso que não li e nem vi o filme (é mais por não gostar mesmo), que por sinal vi muita gente elogiando ele :D

    Beijos
    http://intoxicadosporlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joice, tudo bem e você?
      Bom, leio de tudo exceto terror (não gosto e tenho medo rsrsrs). O que dizer do Sr Grey né, um por ano pra mim está de bom tamanho. Terminei semana passada 50 tons mais escuros (em breve resenha dele no blog também) e pretendo ler o novo que será lançado em setembro no Brasil.
      Obrigada pela visita. Abraço!

      Excluir

Olá Chuchu's *-*
Nós do DNA agradecemos sua visita, saiba que sua presença é muito importante e seu comentário deixa três aspirantes a blogueira feliz :D
Então comente, opine, critique e sinta-se em casa, pois tudo aqui é feito com muito amor para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize a aba: Contato.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  
 
© Dna Bookz - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Maidy. Modificado por: Edna Rodrigues.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo