10 de fevereiro de 2017

Eu vi: Cinquenta tons mais escuros


Então vamos lá!
Eu vi Cinquenta tons mais escuros, pontos que valem a pena serem ressaltados cinema lotado, ingressos esgotados, a galera gritou, bateu palma, assoviou e pediu bis no final. Eita lere! Quanta saúde Sr Jamie Dornan, sem contar o olhar 43.


Se no Cinquenta tons cinza, reclamaram que teve poucas cenas picantes, acho que esse atendeu os pedidos. 

Vou falar das cenas que senti falta primeiro, Ok?! A cena de exposição de fotos do José faltou o finalzinho, da cena do sorvete de baunilha (gente alguém mais? Eu queria ver essa cena rsrsrs), a disputa no leilão entre Grey e Dr Flynn para dançar a falsa, o jogo de sinuca, o ciúme do Grey quando Ana brinca que ela era a Sra Taylor na noite anterior, da casa que eles visitam (no livro que será a casa, no filme ela passa de longe). Também senti falta do Dr Flynn, do irmão da Kate, dos pais da Ana e quando Kate descobre sobre o contrato. E eu realmente acho que podiam ter dado um pouco mais de ênfase na Leila e na Sra Robinson. 

Achei o desaparecimento do Christian bem curto e a forma como a mãe dele Sra Grace descobre seu passado, eu esperava mais. As cenas quentes achei bem resumidas. O elevador não me desapontou. E não teve a deusa interior (obrigada produção), essa deusa é muito chata.

Cinquenta tons mais escuros foi mais quente (cheio de nude, porém menos quente que no livro rsrsrs) e mostrou um Grey com mais sentimentos, mais descontraído, com mais vida. 

Dá para suspirar, rir, levar uns sustinhos e se divertir bastante (tinha uma pessoa do meu lado esquerdo, que eu não conheço, que pedia um Grey de presente, ela não parava quieta na poltrona; eu realmente me diverti muito e detonei uma barra de chocolate - rsrsrs). A trilha sonora já está no celular (uso o aplicativo Spotify).

Em resumo valeu a pena e eu gostei mais desse do que o primeiro.  
Sem contar que ouvir a reação das pessoas na sala durante o filme e ver eles comentando sobre a continuação na saída foi muito legal. E a vontade de dizer para eles "leiam o livro" foi maior ainda.  Só não foi melhor porque assisti dublado, sou daquelas que gosta do som original, a voz real dos atores #pormaisfilmeslegendados.
Que venha fevereiro de 2018! Só nos resta esperar.
Vou deixar o trailer para vocês. Até a próxima! Kiss!
PS: eu não gravei nenhuma ceninha no celular sniff, sniff.



Comente com o Facebook:

Postar um comentário

Olá Chuchu's *-*
Nós do DNA agradecemos sua visita, saiba que sua presença é muito importante e seu comentário deixa três aspirantes a blogueira feliz :D
Então comente, opine, critique e sinta-se em casa, pois tudo aqui é feito com muito amor para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize a aba: Contato.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  
 
© Dna Bookz - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Maidy. Modificado por: Edna Rodrigues.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo