25 de julho de 2016

Série - Stranger Things - Netflix


DIREÇÃO: Matt Duffer e Ross Duffer
PRODUTORA: Netflix
DURAÇÃO: 60 minutos 
EPISÓDIOS: 8
ANO: 2016
NOTA: 5

Com uma temática voltada à década de ouro do horror (os anos 80), Stranger Things é uma grata surpresa no decadente cenário do horror americano. Em meio à imensa enxurrada de filmes clichês, com roteiros vagos e a mediocridade na direção dos cineastas atuais, a Netflix novamente me surpreende com uma produção digna de aplausos.
Diferente das produções atuais que investem em temas como possessões, exorcismos e contatos com entidades malignas, Stranger Things, envereda por um caminho totalmente diferente. Trata-se de uma série voltada para a ficção científica (SCI-FI) que aborda de maneira bem interessante as nuances sobrenaturais de abduções, telecinese e outros elementos sobrenaturais. 
Mas a grande graça desta série consiste no enredo que mistura comédia (com humor inteligente), romance (sem cair naqueles dramalhões chatos), permitir uma dinâmica e não tornar-se cansativo ao telespectador.
A trama se desenrola a partir do desaparecimento misterioso de uma criança, no caso Will Byers (interpretado por Noah Schnapp) e a busca pelo seu paradeiro, tantos pelos seus amigos, quanto pelo seu irmão mais velho Jonathan Byers (Charlie Heaton) e sua mãe Joyce Byers (Winona Ryder). Outros segmentos da história são sobre o relacionamento afetivo Steve Harrington (Joe Keery) entre Nancy Wheeler (Natalia Dyer) e a busca frenética por uma garota desaparecida em um centro de pesquisas ultra secreto, cujo nome é Eleven (Millie Bobby Brown) que faz alusão a uma tatuagem existente no seu braço, semelhante aquelas que eram feitas nos campos de concentrações nazistas.

A trama é bem escrita pelos roteiristas Matt Duffer e Ross Duffer, não há espaço para buracos na construção da estória e cada episódio se interliga com a posterior facilitando o acompanhamento da série desde o início. O elenco prioriza as encenações com atores mirins o que torna mais fácil a criação da empatia pelos protagonistas e personagens secundários. 

Cabe aqui salientar que a atmosfera de Stranger Things é totalmente calcada na década dos anos 80, e toda aquela nostalgia se sobressai ao decorrer dos episódios. É impossível não se surpreender com cada capítulo, bem como com as surpresas que ocorrem ao longo da série. Sem contar as incansáveis referências a diversas metragens como “Star Wars”, The Thing (A Coisa) e outros filmes que marcaram a década retrasada. 
Outro ponto positivo da série, consiste na trilha sonora fantástica que tem medalhões clássicos do hard rock/ progressive rock e pós-punk, dentre os quais posso destacar Foreigner, Jefferson Airplane e Joy Division que resgatam positivamente todo o auge da época. 
Mais um destaque fica por conta da atuação da atriz Winona Ryder (sim aquela mesma de Edward Mãos de Tesoura) que interpreta a personagem Joyce Byers, mãe de Will Byers, que após o desaparecimento de Will, torna-se uma pessoa desesperada e fora de controle emocional.

Enfim, fica aqui a dica de uma excelente série que deve agradar ao público adolescente assim como os fanáticos por terror de plantão. Não se trata de algo realmente inovador, no entanto não há como negar a maestria existente na execução deste grandioso projeto. Assista e não irá se arrepender!




Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Comecei assistir ontem, e vários filmes daquela década vieram a minha memória. Tem um gordinho que agora não me lembro o nome, Que me trás recordações do gordinho do filme Os Goonies. Estou amando!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabrício assista a série é muito boa.E sempre que quiser pode deixar seus comentários que são uma forma de melhorar nosso trabalho.Um grande abraço!

      Excluir

Olá Chuchu's *-*
Nós do DNA agradecemos sua visita, saiba que sua presença é muito importante e seu comentário deixa três aspirantes a blogueira feliz :D
Então comente, opine, critique e sinta-se em casa, pois tudo aqui é feito com muito amor para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize a aba: Contato.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  
 
© Dna Bookz - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Maidy. Modificado por: Edna Rodrigues.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo