2 de junho de 2016

Resenha: Água para elefantes - Sara Gruen


Título: Água para elefantes
Autora: Sara Gruen
Editora: Arqueiro
Páginas: 272



Desde que perdeu sua esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas e fantasmas do passado. Durante 70 anos ele guardou um segredo: nunca falou a ninguém sobre o período de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora. Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária, mas teve sua vida transformada após a morte de seus pais num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de fazer as provas finais e, desesperado, acaba pulando em um trem em movimento, o Esquadrão Voador do Circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra. Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofre nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais. É também sob as lonas dos Irmãos Benzini que ele se apaixona duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August; e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo. Água para elefantes é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos virado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construído com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera. 
 


Oi pessoas, como estão?
Aí está um livro que não me chamou a atenção, não sei explicar o motivo, talvez seja o "Edward" na capa rsrsrs. Livro ganhado, livro lido. Achei que a leitura não renderia e de fato no inicio não rendeu, mais depois fluiu muito, terminei rápido. A escrita é de fácil interpretação, eu estava julgando o livro pela capa, apesar da ser linda.

Não posso dizer que toda criança gosta circo, ou posso? Talvez tenham medo dos palhaços ou dos imensos animais que existiam no circo, hoje quase não vemos ou ouvimos falar deles. Um aqui outro ali, bem pouco por sinal. Quase uma extinção?! 
Existiu um tempo onde as pessoas fugiam com o circo, sonhavam em trabalhar em um, buscando uma vida diferente, outros simplesmente para fugir como no caso de Jacob Jankowski, o narrador da história que vive na lembrança do passado para suportar seu presente.

Jacob (só eu achei uma piada, Edward sendo chamado de Jacob, seu inimigo que depois se tornou um quase amigo na série Crepúsculo? voltemos...) era um jovem, virgem, que estava prestes a se tornar veterinário. Até a vida dar uma grande reviravolta e ele perder tudo, desolado entra em vagão de trem, depois descobre que está em um circo - Circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra. Todo circo precisa de um veterinário, nesse caso quase um, então Jacob é contratado para cuidar dos animais.

As pessoas do circo não são tão amigáveis, não se misturam tem os trabalhadores, os animais e os artistas. Quando os trabalhadores não são mais necessários ou estão querendo receber seu pagamento de direito, eles simplesmente somem na calada da noite. Sim, os tratamentos são bem diferenciados.  

Marlena era a estrela do espetáculo com cavalos e casada com August, que em um momento era pessoa doce e em outro uma pessoa terrível, Marlena já estava acostumada com o jeito do marido reconhecia suas fases pelo olhar. Tinha que aceitar a vida que tinha, pois não podia voltar para casa seus pais não a queriam de volta. Ela aceitava isso, até o dia em que conheceu Jacob. 

August era o chefe do setor de animais, tinha dias que Jacob era bem tratado por ele e tinha dias que esperava ser jogado do vagão do trem. Além de lidar com o August, Jacob tinha que disfarçar seus sentimentos por Marlena, o que não era fácil e ainda aguentar o Tio Al, proprietário do circo, pessoa horrível que praticamente todos temiam.

"Onde entra os elefantes?" Era a pergunta que eu me fazia a cada capítulo, até a chegada de Rosie, uma elefanta, apesar do "s" no título do livro conhecemos apenas Rosie. Que não obedecia ninguém, até Jacob descobrir que ela não entendia a língua deles, só entendia Polônes. O que aproximou ainda mais Rosei de Jacob, ela o entendia e o obedecia. Agora o Circo Irmãos Benzini estava salvo. #sqn

Queria dizer o que disse, e disse o que eu queria dizer... O elefante é cem por cento fiel! - Theodor Seus Geisel, Tonho choca o ovo, 1940,
Hoje aos 90 ou 93 anos, Jacob não é mais o mesmo. Se considera esquecido pela família em uma casa de apoio (assim eu chamo) sob os cuidados das enfermeiras, com comidas das quais ele não gosta e ainda tem que conviver com um colega do qual ele chama de mentiroso, toda vez que McGuinty dizia que dava água para elefantes no circo quando era mais novo, tirava Jacob do sério. Tudo é um borrão até o circo chegar na cidade e mudar a vida dele novamente.
A idade é um ladrão terrível. Justamente quando se começa a entender melhor a vida, a idade nocauteia suas pernas e arqueia suas costas. Ela lhe traz dores, lhe confunde a cabeça e silenciosamente ... ...
Às vezes, a monotonia dos bingos, dos saraus e dessa gente antiga e embolorada, estacionada no corredor em suas cadeiras de rodas, me faz desejar a morte. Principalmente quando me lembro que sou um deles, jogado de lado como se fosse uma quinquilharia inútil.
Bom, Jacob a idade chega para todos, para uns primeiro e para outros depois. Só não envelhece quem já se foi. Essa parte de se sentir inútil e sozinho pode ser a realidade de muitas pessoas hoje e de tantas outras amanhã, inclusive a minha. Não sabemos o que nos espera.

Para quem não quer ler o livro tem o filme, ainda não vi. Ultimamente a televisão tem ficado de escanteio, preciso atualizar minha lista de filmes/adaptações que está bem atrasada, xô preguiça. Fico por aqui, espero que tenham gostado. Até breve. Kiss!


CLASSIFICAÇÃO DNA

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Amo esse livro e o filme, ainda mais sendo interpretado pelo Robert *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gessica, tudo bem?
      Ainda não vi o filme, pretendo ver em breve.
      Obrigada pela visita.
      bj

      Excluir
  2. Adorei! Sempre tive vontade de ler esse livro, mas acabo enrolando, comprando outros e esquecendo dele kkkkkk sua resenha deu a forcinha que eu precisava. Parabéns!

    http://amorlivronico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora, tudo bem?
      Fico feliz, depois de ler me conte o que achou.
      Obrigada pela visita.
      bj

      Excluir

Olá Chuchu's *-*
Nós do DNA agradecemos sua visita, saiba que sua presença é muito importante e seu comentário deixa três aspirantes a blogueira feliz :D
Então comente, opine, critique e sinta-se em casa, pois tudo aqui é feito com muito amor para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize a aba: Contato.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  
 
© Dna Bookz - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Maidy. Modificado por: Edna Rodrigues.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo