27 de janeiro de 2016

Resenha: O Próximo da Fila - Henrique Rodrigues

Título: O Próximo da Fila
Autora: Henrique Rodrigues
Editora: Record
Páginas: 191
2015


"O Próximo da Fila é um original e divertido romance de formação que retrata os sonhos, as frustrações e medos de uma das épocas mais conturbadas que vivemos: a entrada na vida adulta. Após a morte do pai, o protagonista se vê responsável por ajudar a mãe a cuidar da casa e do irmão mais novo. Jovem e inseguro, consegue um emprego em uma rede fast-food, trabalho que tenta conciliar com os estudos, e encontra seu primeiro amor, uma garota cujo sumiço misterioso será o derradeiro passo da dura e necessária transição para a maturidade."



“O rapaz do caixa na lanchonete chama o próximo da fila. É a minha vez de comprar um café.” (Pg. 187) 

E é a minha vez de dizer que a estreia do autor neste estilo literário foi muito bem sucedida, obrigada! É a minha vez, mas poderia ser a sua.image

A história, que começa pelo fim com um narrador onisciente e suas reflexões e logo passa a ser contada em primeira pessoa pelo jovem protagonista inominado, em forma de memórias, retrata o Brasil dos anos 90 e as dificuldades e esperanças de uma família cujo chefe-pai-provedor falece cedo, deixando esposa e dois filhos no caos da instabilidade financeira.
O filho mais velho, ainda adolescente e muito dedicado aos estudos sofre com o beco sem saída que a vida lhe ofereceu; precisa mudar de casa, bairro, escola e sobretudo, ajudar no sustento de sua família. Conseguir um emprego e mantê-lo será apenas o começo dessa viagem por um mar que, definitivamente, não é de rosas: a vida adulta. 

A jornada desde a entrevista de emprego à contratação por uma grande e famosa rede de fast-food, seus procedimentos, hierarquias, colegas, promoções, intrigas e acima de tudo, nunca se esqueçam, seguir o “Padrão”, lutar contra os preconceitos, revolucionar ou obedecer? se apaixonar... quem diria? Tudo acontece ali, dentro e fora dos uniformes listrados.

“Depois que acaba a sessão, sou conduzido pela treinadora para um tour pelas áreas. Apresentam-me a cada uma, ouço nomes que as designam, alguns em inglês – cujo significado finjo entender com um ahh – , e aos demais funcionários. Eles me cumprimentam de formas diferentes, e alguns parecem ainda estar em processo de treinamento. Outros, mais velho, me cumprimentaram com certo desdém. Manos a senhora que conheci quando fui me inscrever. Ao me ver, ela dá uma gargalhada e depois as boas-vindas, Ah, então você decidiu arriscar. Até que o uniforme não te deixa tão feio como acontece com a maioria. Boa sorte, garoto, boa sorte nisso aqui...”

Percebam, as personagens não possuem nomes. Eles não precisam de um. Eles já têm todos, o seu, o meu, o da sua vizinha... Aposto uma dúzia de hambúrgueres que alguém já leu esse livro e nem percebeu que eles não tinham nomes próprios.

Algumas inserções me deixaram com um risinho no rosto então as apontarei para que tirem suas próprias conclusões: a Senhorinha da limpeza, muito observadora e sábia e... tantan da cabeça? Será? O Gerente de bigode, com toda sua autoridade e militarismo... Um homem que não tem mais de 40 anos, um conselheiro, a própria encarnação do ciclo, que começou como o protagonista e tornou-se escritor, a grande ambição do jovem assalariado de uniforme listrado... Aponte seus favoritos, são várias sacadas!

Quanto à história de amor, ahh eu queria que não tivesse sido tão trágica, mas é que Shakspeare ditou um padrão que as pessoas insistem em tentar superar, e como esse romance trata de lidar com fatos cotidianos, toma essa! A vida é mesmo quase sempre injusta.

Ainda bem que existem os poetas, os Drmmonds de Andrade para suavizar e inspirar, porque Henrique Rodrigues, magistralmente trouxe leveza e fluidez para sua narrativa, esse livro é pra ler num tapa.


E no final que venha o trote, ele passou no vestibular, vida que segue. Próximo!


Classificação DNA



Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Oie meninas,
    Tenho que ler mais livros nacionais, e dar mais valor para os vários talentos que já temos e os que estão surgindo.

    Não conhecia esse livro, só nao gostei muito da capa, mas a sinopse é interessante e depois de ler a resenha fiquei curiosa!
    Adorei a resenha.

    Bjuu!!



    https://colecionandohistoria.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raquel! Tudo bem? Tenho me dedicado a ler pelo menos um livro nacional por mês, esse autor é interessante porque ele já publicou obras de poesias e cronicas, desenvolve muitos projetos de incentivo à leitura e esse é o seu primeiro romance, que nasceu inspirado em uma de suas poesias, ele a transcreve ao final do livro. É o bacana é que ele realmente trabalhou na rede! Li em 3 dias, vale a pena.

      Excluir
  2. Oie!!!

    Adorei a dica de leitura, adorei o blog. A Érica me deu o endereço de vcs e me apaixonei! Seguindo!

    Bjks e Boas Leituras!

    www.linguaeliteratura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabiana! Seja bem-vinda ao Dnabookz!!!
      Obrigada pelo prestígio;)
      Beijos

      Excluir
  3. Fiquei curioso para ler! Já a capa não é bonita. Mas quero muito ler. Sou defensor da literatura nacional.


    Instagram: @soutoacacio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, a beleza da capa depende do tamanho da sua fome! Hhahaha
      Brincadeira à parte, Acácio, vale a pena ler sim. É uma obra que abrange temas profundos com uma forma leve de escrever que sempre surpreende!
      Abraços e obrigada pela visita!

      Excluir

Olá Chuchu's *-*
Nós do DNA agradecemos sua visita, saiba que sua presença é muito importante e seu comentário deixa três aspirantes a blogueira feliz :D
Então comente, opine, critique e sinta-se em casa, pois tudo aqui é feito com muito amor para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize a aba: Contato.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  
 
© Dna Bookz - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Maidy. Modificado por: Edna Rodrigues.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo