29 de janeiro de 2016

Resenha: Como se apaixonar - Cecelia Ahern


Título: Como se apaixonar
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance
Páginas: 352

Depois de não conseguir evitar que um homem acabasse com a própria vida, Christine passa a refletir sobre o quanto é importante ser feliz. Por isso, ela desiste de seu casamento sem amor e aplica as técnicas aprendidas em livros de autoajuda para viver melhor. Adam não está em um momento muito bom, e a única saída que ele encontra para a solução de seus problemas é acabar com sua vida. Mas, para a sorte de Adam, Christine aparece para transformar sua existência, ou pelo menos tentar ajudá-lo. Ela tem duas semanas para fazer com que Adam reveja seus conceitos de felicidade. Será que ele vai voltar a se apaixonar pela própria vida?

Boa tarde gente!! Como eu pude demorar tanto tempo para ler algo da Cecelia Ahern?  Assisti P.S Eu te amo (amo esse filme choro litros toda vez rsrsrs) e Simplesmente Acontece e agora quero ler ambos. Eu li esse livro em menos de 12 horas. Pior que, depois de ler eu queria conversar sobre ele e na boa essa parte é a treva. Por que nunca temos alguém para discutir sobre uma leitura? Ou só acontece comigo?
Ok, já passou. Já me recompus. Vamos a resenha.

O que mais me chamou a atenção é que o livro tem seu lado depressivo. Alguém ai já passou por isso? Bom, as vezes as pessoas acham que isso é frescura, como eu sei? Eu já pensei dessa forma e realmente depressão não é frescura, só entendemos isso quando passamos ou quando alguém muito próximo a nós passa. As vezes não temos um motivo aparente para estar "nesse estado", muitas vezes não conseguimos explicar o porque, só chegamos nele e para alguns não tem volta e isso é muito triste. Se fosse a um tempo atrás na minha vida eu não teria lido, mas o livro também tem o seu humor e mostra que sempre temos "um lado bom nessa vida".

- Quero que isso acabe. A voz dele vacilou. - Dói. - O que dói? - Especificamente? Viver. Adam deu uma risada fraca. - Acordar é a pior parte do meu dia. Tem sido assim há muito tempo.
Christine tem o hábito de tentar ajudar pessoas e quando viu que Adam ia tirar a própria vida quis ajudá-lo, ela tinha tentando ajudar outra pessoa a uns dias antes, porém não teve muito sucesso e se sentia culpada por isso. Dessa vez ela ia tentar fazer direito. E assim em uma ponte Adam conhece Christine.

- Nunca é tarde demais. Acredite em mim, é possível mudar sua vida. Você pode mudá-la. Eu posso ajudar. - falei, minha voz um pouco mais que um sussurro. Não havia motivo para eu falar alto; o ouvido dele estava bem ali, nos meus lábios. ... - Desculpe, não me lembro do seu nome. - Christine. - Adam.

Agora que conseguira tira-lo de lá. Chris tinha que ajuda-lo ou ele tentaria novamente. O jeito seria ficar na cola dele, então ela foi buscar ajuda nos seus livros de autoajuda, aqueles tipo: Cinco maneira para ser feliz ou Como fazer sua relação dar um passo a frente - rsrsrs. Antes disso Chistine estava na delegacia com o detetive Maguire para prestar novos esclarecimentos, ambos pelo mesmo motivo presenciar tentativa de suicídio. 

- Adam está perguntando por você. Meu coração se animou; - Ele vai passar a noite fora. Posso dar o seu telefone para ele.  Fiz que sim com a cabeça. - Entre no taxi, Christine; - Maguire ordenou e me lançou um olhar tão ameaçador que eu me vi fazendo sinal para o táxi mais próximo.

A forma como Chistine tenta entender e ao mesmo ajudar Adam me empolgou. Ela também tem seus problemas como: família maluca (quem não tem?), estava saindo de um casamento, cortes na sua empresa e ainda sentia falta da sua mãe. Mesmo cheia de problemas, ela sempre buscava ler um livro para tentar resolve-los, mas agora sua prioridade era Adam. Ele tinha sua beleza, dava para ser modelo de capa de revista.
Adam por sua vez tinha problemas demais, problemas que para ele não tinha mais solução até conhecer Christine.

O que mais posso dizer? "se chorei ou se sorri o importante é que esse livro eu li" rsrsrs Sim, eu ri e também chorei, mais sorri do que chorei só que não posso dar spoiler do livro, não aqui no blog e nem nunca. Não gosto quando fazem isso comigo, me contam a história toda ou somente o final. Agora eu torço para virar uma adaptação. Você terá que ler para saber mais, porque eu já "falei" muito. Fico por aqui, até breve e um abraço.


                               Classificação DNA




Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Adorei sua resenha!
    Não dava muita bola pra esse livro mas agora me deu vontade de ir atrás dele *-*
    bj


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ahh, amei Simplesmente Acontece, e adorei o filme PS Eu Te Amo tbm. Depois de ler essa resenha, fiquei ainda mais curiosa.


    https://colecionandohistoria.wordpress.com/

    ResponderExcluir

Olá Chuchu's *-*
Nós do DNA agradecemos sua visita, saiba que sua presença é muito importante e seu comentário deixa três aspirantes a blogueira feliz :D
Então comente, opine, critique e sinta-se em casa, pois tudo aqui é feito com muito amor para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize a aba: Contato.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  
 
© Dna Bookz - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Maidy. Modificado por: Edna Rodrigues.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo