11 de julho de 2015

Resenha: Gelo Negro - Becca Fitzpatrick

Título: Gelo Negro
Autor: Becca Fitzpatrick
Editora: Intrínseca
Páginas: 304


Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton, um lugar cheio de mistérios. Antes mesmo de chegar à cabana nas montanhas, ela e a melhor amiga, Korbie, enfrentam uma nevasca avassaladora e são obrigadas a abandonar o carro e procurar ajuda. As duas acabam sendo acolhidas por dois homens atraentes e imaginam que estão em segurança.Os homens, porém, são criminosos foragidos e as fazem reféns. Para sobreviver, Britt precisará enfrentar o frio e a neve para guiar os sequestradores para fora das montanhas. Durante a arriscada jornada em meio à natureza selvagem, um homem se mostra mais um aliado do que um inimigo, e Britt acaba se deixando envolver. Será que ela pode confiar nele? Sua vida dependerá dessa resposta. 
Gelo Negro conta a estória de Britt Pfeiffer, uma menina de dezessete anos que ainda se encontra muito ligada a um ex-namorado, Calvin; que também é irmão de sua melhor amiga Korbie. Britt motivada por desejos de reencontrar o ex, resolve passar férias fazendo trilha na cordilheira Teton junto da amiga Korbie.

Os pais de Korbie deixa ela ir, mas com a condição que seu irmão Calvin vá junto, o que animou e ao mesmo tempo assustou Britt, pensava em como ia ser ver o ex oito meses depois que ele terminou o namoro por telefone.

O primeiro encontro com Calvin se dar no posto de gasolina, e de cara percebemos que Calvin é aquele tipinho que se acha sabe? e para não ficar "para trás" Britt mente dizendo ter namorado; nesse momento um homem muito bonito entra no local.. e? pois é, Britt diz que ele é seu namorado (risos) é claro que Calvin não acreditou naquela história e resolve ir perguntar ao moço bonito, agora imagine a surpresa dele quando o moço diz que É o namorado da Britt?

Passado esse momento Britt e Korbie (Calvin tinha ido antes) com todos os equipamentos e mantimentos já no carro partem rumo a montanha, onde são pegas completamente desprevenidas por uma nevasca violenta que as obriga a parar na estrada, sem saberem o que fazer nem quanto tempo a tempestade ia durar, saem do carro e vão a procura de abrigo, e encontram..

Batendo a porta de uma cabana abandonada eis que surge dois homens, atraentes e misteriosos, um deles não queria elas no local e foi bastante grosso, o outro se mostrou receptível as meninas e jogou charme; entre as opções que tinham: morrer congelada lá fora ou ficar dentro de uma cabana com dois estranhos, ficaram com a segunda opção.
Por um momento, achei aquela imagem muito sedutora, e na mesma hora me repreendi por ter me sentido atraída por ele. Não era real. Se a Síndrome de Estocolmo existia, eu tinha certeza de que minha atração era um sintoma inicial.
O problema era que os dois rapazes são criminosos, fugindo da polícia, precisando urgentemente sair da montanha e ao perceberem que Britt conhece bem o local fazem ela de refém a fim que ela os tire dali..
Todo mundo precisa de segredos. Eles nos mantêm vulneráveis — disse ele.Por que alguém iria querer ser vulnerável?Para manter a guarda levantada e, assim, não ficar descuidado.
Acho que já falei demais e se passar disso vou acabar contando mais do que devo, agora vocês perguntam: Edna é um bom livro? É! Recomenda? Depende!

Porque? sendo bem sincera, quando eu me proponho a ler romance eu sei o que irei encontrar, e todos vocês sabem que eu amo um romance meloso né? Mas quando eu pego um livro como Gelo Negro para ler evidentemente estou buscando outra coisa. Como Thriller é fraquíssimo, a estória se desenrola de maneira previsível, na metade do livro já sabemos o final e isso me desmotivou bastante.

Além do que, o livro é narrado pelo o ponto de vista da Britt, super dependente e bobinha (tudo bem que só tem 17 anos, mas..) se vendo envolvida com o cara que a faz refém, a amizade dela com a Korbie, que em nada parecia uma verdadeira amizade, a fixação com o ex namorado, e com aquele pensamento continuo: meu pai, ian, calvin irão me salvar.
Se fosse narrado por um dos fugitivos, (Mason, de preferência) a estória teria um caimento melhor.

Apesar das críticas a previsibilidade com que a estória de desenrolou, eu recomendo a leitura! a escrita da autora é muito boa, e o livro realmente me prendeu, li em três noites ansiosa para saber uma coisa especifica, que no fim das contas nem soube, mesmo assim dei alguns suspiros no final da leitura..

Classificação DNA

Comente com o Facebook:

10 comentários:

  1. Edna, adorei sua resenha! Temos opiniões semelhantes acerca desse livro! (Ainda não tinha lido aqui qd falei no insta RS). A premissa é boa, as chances de construir uma história ótima acabam diminuindo quando tudo se torna previsível demais. Eu juro, saquei tudo muito cedo mas me recusava a acreditar que tinha mesmobsacado. Eu falava: 'ah, pegadinha, vou ser surpreendida a qualquer momento'. Daí, acabou. Eu gostei, mas comparo o livro a filme estilo 'sessão da tarde'. Leia sem pretensões, pra passar o tempo, sem colocá-lo na frente de nenhum outro da fila.

    Bju, Kris.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kris.
      Exatamente isso que senti durante a leitura, me recusava a acreditar que a autora estava me levando por um caminho tão previsível, achei que era pegadinha e que ia me surpreender ;/ mas estava enganada, foi tudo exatamente como pensei que seria nas 100 primeiras páginas.
      Mas eu curti rs poderia ter sido melhor, mas foi um bom passa tempo.

      Beijão flor

      Excluir
  2. Ótima resenha, já ouvi falar muito desse livro, mas a sua foi a que mais me fez entender o livro, acho que vou lê-lo em breve. Beijos.
    missliterary.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lari, que legal saber isso :D espero que leia e goste. achei previsível mas a leitura é super válida.
      leia e venha nos contar ta?
      Beijão

      Excluir
  3. Oi
    Primeira resenha que li desse livro e até tenho curiosidade em ler, pena que a protagonista parece ser bobinha, mais a história deve ser legal para se distrair.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise.
      É sim, é uma leitura boa pra passar o tempo, nada extraordinária mas viciante. espero que leia e goste, venha nos contar ta?
      Beijão

      Excluir
  4. Oi Edna!
    Confesso que sou meio desconfiado com essa autora.Comecei a ler Sussurro e simplesmente detestei kkkkkkkkkk não sei se o problema foi com a história ou com a escrita da autora.De fato a sinopse de Gelo Negro me atraiu muito mais,pretendo dar uma chance pra ela depois que terminar a pilha de não lidos por aqui kkkkkkkkkkkkkk
    Beijos!!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Cláudio, tudo bem?
      Esse foi o primeiro contato que tive com a autora, achei a escrita muito boa, só me chateou a previsibilidade da estória. no mais eu gostei.
      Der uma chance vai que você gosta, só não vá com muita sede ao pode rs.
      Beijão querido

      Excluir
  5. Oi Edna.
    Adorei sua resenha, já tinha lido outras mas essa foi a que mais me deu curiosidade sobre o livro. acho que lerei em breve. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi lucy :D
      Tão bom ouvir/ler essas coisas, o estimulo fica mil vezes maior para escrever aqui, então obrigado :D
      Leia e venha nos contar se concorda ou não com minha opinião ta?
      Beijão querida

      Excluir

Olá Chuchu's *-*
Nós do DNA agradecemos sua visita, saiba que sua presença é muito importante e seu comentário deixa três aspirantes a blogueira feliz :D
Então comente, opine, critique e sinta-se em casa, pois tudo aqui é feito com muito amor para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize a aba: Contato.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  
 
© Dna Bookz - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Maidy. Modificado por: Edna Rodrigues.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo