4 de maio de 2015

Resenha: Uma lição Inesquecível - Laura Schroff e Alex Tresniowski


Livro: Uma lição Inesquecível

Autores: Laura Schroff e Alex Tresniowski 
Editora: Universo dos livros
Páginas: 239


Com licença, senhora. Tem uma moeda? Tô com fome. Manhattan, Nova York, 1986. Foi assim que começou essa história no mínimo improvável. Ela, uma diretora comercial bem-sucedida de 35 anos no auge da carreira. Ele, um garotinho negro de onze anos que sobrevivia pedindo esmolas na rua. Cada um seguia sua vida em mundos geograficamente próximos, mas completamente distantes um do outro. Até que algo inexplicável, uma espécie de fio invisível, os une de maneira permanente. E a vida deles – essa vida que, de formas distintas, já parecia tão consolidada e firme tanto para ela quanto para ele – mudará para sempre. Como eles nunca poderiam imaginar.





Mês de maio, mês das mães. Eu, sou da opinião que todo o dia é dia de mãe, porém temos uma data do ano para comemorar esse dia, trocar presentes e etc. O que é ser mãe? Mãe biológica, mãe que cria, mãe de leite, mãe de coração, mãedrasta enfim... Para mim, mãe é a que ama incondicionalmente seu filho, seja ele de sangue ou não, ela cuida, ela se preocupa, ela da um jeito de proteger, de alimentar, de vestir e educar. Existe fórmula certa? Eu digo que não, mais o ingrediente amor é o que da força para se fazer tudo isso. Então o DNA, escolheu alguns livros para retratar o amor, não o estilo Shakespeare, Nicholas Sparks ou Carina Ricci, mais um amor baseado em fatos reais, amor de mãe. E hoje nós vamos falar de Uma lição Inesquecível, a história de Laura e Maurice. Vamos lá?


Laura Schroff, carreira promissora e bem sucedida, tipo de pessoa que chega sempre com quinze minutos de antecedência em seus compromissos, tudo estava sempre em sua agenda, sua vida uma correria total.   
Maurice um menino que vive nas ruas de New York, abandonado pela mãe, morou um tempo com o pai, o qual não cuidava direito dele, ficando quase desnutrido. Até que um dia sua mãe resolve busca-lo e tira-lo deste inferno aparente. Então ele teve a certeza que sua mãe o amava. Alguns anos depois disso:

-Com licença, senhora. Tem uma moeda? Essa foi a primeira coisa que ele me disse, na esquina da 56th Street com a Brodway, na cidade de Nova York...





Começaria ai um laço? Uma mulher com mais de trinta anos, sem filhos, a se preocupar com um garoto de rua? Exatamente, Laura não conseguia tirar de sua cabeça:
- Com licença, senhora. Tem uma moeda? Estou com fome.
Um simples gesto de Laura, estaria mudando a vida de Maurice para sempre. Admirada ao ver como ele devora um lanche, com fritas e milk-shake. Laura começa a se questionar, estaria faltando algo em sua vida? Um filho, talvez.
O que Maurice faz durante o dia, além de pedir moeda. Vai a escola? Tem família? Sempre sujo, mal cuidado. Teria coragem Laura de acolher este garoto, mesmo sabendo de todos os riscos. Ele era tão doce apesar de ter uma pequena lâmina de barbear no bolso. Difícil imaginar uma criança precisando de uma arma para se proteger. Que mundo era esse que Maurice vivia.
- Espero que eu esteja fazendo a diferença na vida dele - eu disse.
- Você esta. Maurice não é uma criança fácil de controlar. Ele chega sempre atrasado;
Como conciliar carreira e um garoto como Maurice? Dúvidas surgem para Laura, estaria fazendo a coisa certa, se deixando levar pelo coração. 
O que Laura começa a ter são questionamentos de mãe, creio que toda mãe se pergunta "Estou fazendo a coisa certa?" ou "Estou dando o meu melhor?" 
Eu tive vontade de levar Maurice para casa nos primeiros capítulos que li. (risos) Sou mole para essas coisas, para mim as crianças não deveriam sofrer, elas não pediram para estar neste mundo, somos responsáveis por cada uma delas que aqui está. Não podemos simplesmente ignora-las. 
Agora para saber como continua essa lição, você terá que ler o livro. É uma história real e comovente. Vale a pena ler. Fico por aqui, não esqueça de deixar sua opinião, ela é muito importante para nós. Até breve abraço.

"Um fio invisível conecta aqueles que estão destinados a encontrar-se, independentemente do tempo, lugar ou circunstância. O fio pode esticar-se ou emaranhar-se, mas nunca romperá." (Provérbio Chinês)

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

Olá Chuchu's *-*
Nós do DNA agradecemos sua visita, saiba que sua presença é muito importante e seu comentário deixa três aspirantes a blogueira feliz :D
Então comente, opine, critique e sinta-se em casa, pois tudo aqui é feito com muito amor para você!
Se quiser fazer contato por e-mail, utilize a aba: Contato.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...  
 
© Dna Bookz - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Maidy. Modificado por: Edna Rodrigues.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo